A rata do rato que roeu a roupa do rei de Roma
Evelyn Heine

O rato que roeu a roupa do rei de Roma está numa enrascada e tanto.
Pode pegar uns trinta anos de cadeia, no mínimo.
O coitado deu um azar danado porque não sabia que estava roendo justamente a roupa de um rei raivoso. E um rei que tem o maior xodó com suas roupas!
Então o ratinho contratou um bom advogado para defendê-lo. Pelo menos era o único que aceitava queijo como pagamento.
O advogado disse:
- Senhor Juiz, como todos sabem, os ratos são roedores e roedores roem, mesmo. É a natureza!
- Mas acontece que os reis devem ser respeitados. É a lei! - retrucou o advogado de acusação.

Nessa hora, abriu-se a porta e, cheio de panca, Sua Majestade entrou no tribunal.
Então todos olharam muito espantados, porque o rei estava sem roupa, só com uma cueca de bolinhas roxas.

Ninguém disse um piu, porque todos se lembravam daquela história do "rei está nu". Nessa história, ele caiu num conto do vigário e achava estar vestindo algo que só as pessoas inteligentes pudessem ver.
Daí, todo mundo no tribunal fingiu que aquela cena da cueca de bolinhas roxas era a coisa mais normal do mundo.
Menos o rato, coitado.
Ele gritou:
- O rei está nu!
Então todo mundo caiu na maior gargalhada, até o Juiz.


Menos o rei, que disse, zangado:
- É claro que estou nu! Como é que eu ia vestir aquela roupa toda rasgada e roída pelo rato horroroso?
Aí então que todos riram mais ainda, menos o rato, que se mandou de fininho para o meio da rua... e ninguém mais teve notícias dele. Nem o advogado, que ficou sem o queijo do pagamento!


Veja também a versão animada que fizemos desta história.
Leia outras histórias e poemas divertudos.
CLIQUE AQUI

Gostou? Então passe pra frente. Mande para os amigos. CLIQUE.



Voltar à Home Page AdivinhasGalerias de
Adivinhas
Será Ilusão?Será
Ilusão?
Baú de brincadeirasBaú de
Brincadeiras
Jogos VirtuaisJogos
Virtuais