O truque da caipora
Evelyn Heine

- Bom dia, Curupira.
- Bom dia onde? - respondeu.
- Nossa Senhora! Que mau humor! - disse a Caipora. - Mas que bicho te mordeu?
- Que bicho digo eu! Veio um homem botando fogo... acabando com o que a Natureza nos deu.
Bem que eu tento vigiar, dia e noite, noite e dia.
Mas é só piscar o olho, passam a perna aqui no vigia!

E a Caipora então olhou e entendeu logo o estrago. Um pedaço da floresta todo seco e queimado. Onde antes tinha plantas, tava tudo incendiado.

A caipora assobiou pra chamar dois esquentados. Lá veio o Boitatá, amarelo, incendiando. Uma cobra feita de fogo, com labaredas crepitando.
Depois chamou mais outro, que assustou o Curupira.
Veio a Mula-Sem-Cabeça, que também é deste jogo. Imagine só você...
Do pescoço sai um fogo!

- Mas Caipora, e essa agora? Pra que esses dois aqui, que parecem uma fogueira?

A caipora respondeu, com cara de brincadeira.
- É pra enganar o homem!
Se ele achar que já tem fogo, não vem mais queimar a mata. Não faz mais essa besteira!

Ilustrações: Noriatsu Yoshikawa


Leia outras histórias e poemas divertudos.
CLIQUE AQUI

Gostou? Então passe pra frente. Mande para os amigos. CLIQUE.



Voltar à Home Page AdivinhasGalerias de
Adivinhas
Será Ilusão?Será
Ilusão?
Baú de brincadeirasBaú de
Brincadeiras
Jogos VirtuaisJogos
Virtuais