ENTREVISTA

 
Certo dia o Divertudo recebeu uma mensagem muito simpática. Era de um escritor de Portugal elogiando o site. Ele topou dar uma entrevista exclusiva para a gente, contando das coisas de seus livros e de Portugal. Seu nome é Alexandre Honrado... um nome que rima com "muito premiado". Ele é um dos preferidos  pelas crianças de seu país! FAÇA UM ESCRITOR FELIZ!
Escritor português deseja conhecer a meninada brasileira e suas curiosidades.
Resposta para o correio eletrônico:
claque@netc.pt
Todas as perguntas são possíveis. Só as respostas podem ser tímidas. Vamos lá? Alexandre Honrado está à espera, sentado numa pedrinha frente ao mar azul de Portugal.

 
Alexandre Honrado
"Descobri que era escritor quando o pessoal me passou a chamar assim."
(Alexandre Honrado)

 
Como foi que você ficou sabendo do site Divertudo?
Eu estava no Brasil, Fortaleza, Ceará, no Beach Park, naquela moleza, então fui até o computador e... um menino estava grudado no site!
O que mais chamou sua atenção no site?
Adorei as cores, o movimento, as idéias.
Quando você visitou o Brasil, do que mais gostou?
Quando visitei o Brasil, o que mais adorei foi... o Brasil. Estou de passagens compradas para ir até aí (Rio de Janeiro) já neste dia 26 (de dezembro de 2000). Vou passar o ano na vossa Terra!!! Que barato!

 
Quantos livros você já escreveu? Algum deles é para crianças?
Estou chegando aos 40 anos e tenho quase tantos livros como idade: trinta e seis. Quase todos para crianças e jovens. O último acaba de sair, para adultos, e tem sido uma festa! Já começa a doer, lembrar todos os títulos. Gosto muito de "História Dentro de uma Garrafa", que ganhou um prêmio.

 
Quais são os assuntos dos seus livros?
Os meus livros falam de tudo: desde contar o que aconteceu ao menino que não gosta de ler e que caiu dentro de um ponto final (!!!) da frase de um livro, a assuntos mais sociais, como a solidão, o desquite (divórcio), maconheiros nas escolas, e escolas contra maconheiros, crises de juventude, vida em geral.
Acredito na esperança e nas coisas belas. Estou em luta, pessoal.
Onde você nasceu e quando?
Nasci em Lisboa, a velha e boa capital, em 1º de novembro de 1960.
Quais são as brincadeiras preferidas das crianças de Portugal?
Criança é criança, tem brincadeira parecida no mundo todo! Agora, a moda aqui é uma espécie de patinete – nós chamamos de "trotineta"!!!.

 
Você conhece algum livro brasileiro? Qual?
Eu conheço um montão de livros brasileiros. Minha mulher viveu quatro anos no Brasil, fazendo pós-graduação na Universidade, e isso ajuda. Desde menino eu leio livro brasileiro, de Érico Veríssimo a Jorge Amado, passando por todo mundo. Estou lendo um novo de Mário Prata, em que ele escreve pequenas histórias que – diz o cara – se passaram com ele.

 
Você gostaria de lançar seus livros aqui no Brasil?
Eu adorava (adoraria) lançar livros meus no Brasil, os mais universais. Este último que escrevi, em que passo o maior pau na cabeça do rei D. Manuel – o que mandou Pedro Álvares Cabral até aí – até que era (seria) bem gostoso de ver e... brasileiro.

 
Qual é o autor português (para o público infantil) mais famoso?
No tempo presente – vocês podem confirmar – eu estou na lista dos autores mais vendidos, com reedições de todos os livros e muitos milhares de exemplares vendidos, e prêmios recebidos.
Sophia de Mello Breynner Andersen – que tem um nome, puxa!!!, nem parece nosso! – é a mais famosa. É muito idosa, mas tem obras sem comparação.
Obs.: Acima, duas capas de livros da escritora Sophia de Mello Breynner Andersen: A Noite de Natal e A Fada Oriana.

 
Qual é o livro mais lido pelas crianças, em Portugal?
O livro mais lido... "Uma Chuvada na Careca", de Alexandre Honrado (que sou eu): mais de 60 mil exemplares vendidos! E Harry Potter.

 
Como você se tornou um escritor?
Descobri que era escritor quando o pessoal me passou a chamar assim... Eu sempre gostei de escrever. Minha prenda para a professora na minha primeira escola, no dia em que acabei, foi... um livro escrito por mim (um caderno com contos que Deus me livre!!!).
Publiquei o meu primeiro livro por convite: eu estava fazendo rádio, e aos domingos escrevia uns contos. Me telefonaram e convidaram: quer publicar? Topei, adorei. Aí estou ainda!
De que brincava quando era pequeno?
Em pequeno, brincava de jornalista (hoje sou jornalista), e escritor (hoje sou escritor) e de comandante naval (hoje vou viajando, dá pra quebrar o galho, né?).

Janeiro de 2001


CLIQUE PARA LER OUTRAS ENTREVISTAS
Leia as outras entrevistas que o Divertudo já fez com escritores muito legais.
Clique na maquininha de escrever.

ENVIE ESTA ENTREVISTA A UM AMIGO. ELE VAI GOSTAR!
CLIQUE.

Voltar à Home Page Baú de BrincadeirasBaú de
Brincadeiras
Será Ilusão?Será
Ilusão?
Mate a Charada!Mate a
Charada
Jogos VirtuaisJogos
Virtuais